Missa

A Eucaristia é encontro e união de pessoas; mas a pessoa que vem ao nosso encontro e deseja unir-se a nós é o Filho de Deus (…) para nos tornarmos um só com Ele.

O Sacrifício eucarístico, memorial da morte e ressurreição do Senhor, culmina e é fonte e cume de todo o culto e da vida cristã, nela se realiza a unidade do Povo de Deus e se completa a edificação do Corpo de Cristo.

A Missa Dominical

A Missa Dominical

A celebração dominical do Dia e da Eucaristia do Senhor está no centro da vida da Igreja. “O Domingo, em que se celebra o mistério pascal, por tradição apostólica, deve guardar-se como dia festivo de preceito em toda a Igreja. (CIC 2177)

  • Evangelho de Domingo
  • Comentário ao Evangelho de Domingo

A Missa diária

A Missa diária

  • Leituras do Dia

Marcação de Intenções

Marcação de Intenções

  • IGREJA DE SÃO NICOLAU | A marcação de intenções faz-se no Acolhimento da Paróquia, por telefone ou presencial; na Sacristia (presencial, fora do horário de Acolhimento).
  • OUTRAS IGREJAS | A marcação de intenções faz-se na Sacristia (por telefone ou presencial).

Ano Litúrgico

Ano Litúrgico

Os mistérios da nossa fé celebram-se e desdobram-se ao longo do Ano Litúrgico, no ciclo do Natal, centrado na Encarnação do Filho de Deus e no ciclo da Páscoa, centrado no mistério da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor, na Sua ascensão ao céu e na vinda do Espírito Santo sobre a Igreja, no Pentecostes. Entre estes dois ciclos encontra-se um longo período a que se chama Tempo Comum. Em todo o Ano Litúrgico, excepto nos chamados tempos privilegiados, a Igreja celebra as solenidades e festas, de Nosso Senhor e de Nossa Senhora e a memória dos Santos.

Ciclo do Natal

  • O ciclo do Natal inicia-se no primeiro domingo do Advento e encerra-se na Festa do Baptismo do Senhor.
  • Advento: Deus está aqui! | Deus está aqui, não se retirou do mundo, não nos deixou sós. Ainda que não o possamos ver e tocar como sucede com as realidades sensíveis, Ele está aqui e vem visitar-nos de múltiplas maneiras. O Advento convida a determo-nos no silêncio para captar uma presença…
  • Natal: Vinde adoremos! | A Alegria é o verdadeiro dom do Natal e não os presentes caros, que significam tempo e dinheiro. Podemos comunicá-la de um modo simples: com um sorriso, um gesto bom, uma pequena ajuda, com o perdão. Transmitamos esta alegria e a alegria doada voltará para nós. Peçamos que se reflicta na nossa vida esta presença da alegria libertadora de Deus.
  • Tempo de Natal | Nestes dias a Igreja manifesta a alegria do nascimento do Salvador, que se prolonga não só na Oitava do Natal, mas até à Epifania do Senhor.

Ciclo da Páscoa

  • O ciclo da Páscoa, inicia-se em Quarta-Feira de Cinzas, início também da Quaresma, tem o seu centro no Tríduo Pascal, e encerra-se no Domingo de Pentecostes.
  • Quaresma: Conversão de vida | A conversão é o “sim” total de quem entrega a própria existência ao Evangelho, respondendo livremente a Cristo que foi o primeiro e oferecer-se ao homem como caminho, verdade e vida, como o único que liberta e salva.
  • Semana Santa | A Semana Santa que para nós cristãos é a semana mais importante do ano, oferece-nos a oportunidade de nos imergirmos nos acontecimentos centrais da Redenção de reviver o Mistério Pascal, o grande Mistério da fé.
  • Tríduo Pascal | Ajudados pelos ritos sagrados de Quinta-feira Santa, de Sexta-feira Santa e da solene Vigília Pascal, reviveremos o mistério da paixão, morte e ressurreição do Senhor. Estes são dias adequados para despertar em nós um desejo mais profundo de aderir a Cristo e de O seguir generosamente, consciente de que Ele nos amou a ponto de dar a sua vida por nós. De facto, o que são os acontecimentos que o Tríduo Santo nos propõe, a não ser a manifestação sublime deste amor de Deus pelo homem?
  • Tempo Pascal: Vida nova | Nestes dias a Igreja celebra o mistério da Ressurreição e experimenta a grande alegria que lhe provém da boa nova do triunfo de Cristo sobre o mal e sobre a morte. Uma alegria que se prolonga não só na oitava da Páscoa, mas que se propaga durante 50 dias até ao Pentecostes.

Tempo Comum

O tempo comum divide-se em dois períodos, após o ciclo Natal até ao início da Quaresma, no qual se anuncia o início da vida pública de Jesus com as suas primeiras pregações e após o ciclo da Páscoa, até ao Primeiro Domingo de Advento centrado nas alegrias pascais.

Santoral ou o “próprio dos Santos”

Em todo o Ano Litúrgico, excepto nos chamados tempos privilegiados (segunda parte do Advento, Oitava do Natal, Quaresma, Semana Santa e Oitava da Páscoa), a Igreja celebra as solenidades e festas de Nosso Senhor, Nossa Senhora e a memória dos Santos.

De Nosso Senhor

Durante o ano litúrgico dar-se-á especial relevo celebrativo às solenidades e festas do Senhor

  • 14 de Setembro, Sexta-feira, Exaltação da Santa Cruz
  • 25 de Novembro, Domingo, Cristo Rei
  • 13 de Janeiro, Domingo, Baptismo do Senhor
  • 2 de Fevereiro, Sábado, Apresentação do Senhor
  • 25 de Março, Segunda-feira, Anunciação do Senhor
  • 16 de Junho, Domingo, Santíssima Trindade
  • 20 de Junho, Quinta-feira, Corpo de Deus
  • 28 de Junho, Sexta-feira, Sagrado Coração de Jesus
  • 6 de Agosto, Terça-feira, Transfiguração do Senhor

De Nossa Senhora

  • 8 de Dezembro, Sábado, Imaculada Conceição
  • 18 de Dezembro, Terça-feira, Nossa Senhora da Atalaia, Igreja da Conceição Velha
  • 6 de Janeiro, Domingo, Nossa Senhora de Belém, Igreja da Conceição Velha
  • 13 de Maio, Segunda-feira, Nossa Senhora de Fátima
  • 31 de Maio, Sexta-feira, Visitação de Nossa Senhora, Igreja de São Nicolau
  • 15 de Agosto, Quinta-feira, Assunção de Nossa Senhora

Dos Anjos

  • 29 de Setembro, Sábado, São Miguel, São Gabriel, São Rafael
  • 2 de Outubro, Terça-feira, Santos Anjos da Guarda

De São José

  • 19 de Março, Terça-feira

De São João Baptista

  • 24 de Junho, Terça-feira

São Pedro e São Paulo

  • 29 de Junho, Sábado

Dos Apóstolos

  • 21 de Setembro, Sexta-feira, São Mateus
  • 18 de Outubro, Quinta-feira, São Lucas (Evangelista)
  • 28 de Outubro, Domingo, São Judas Tadeu e São Simão, o Cananeu
  • 30 de Novembro, Sexta-feira, Santo André
  • 25 de Abril, Quinta-feira, São Marcos (Evangelista)
  • 3 de Maio, Sexta-feira, São Tiago Menor e São Filipe
  • 6 de Maio, Segunda-feira, São João
  • 11 de Junho, Terça-feira, São Barnabé
  • 3 de Julho, Quinta-feira, São Tomé
  • 25 de Julho, Quinta-feira, São Tiago Maior
  • 24 de Agosto, Sábado, São Bartolomeu

Dos Padroeiros

  • 7 de Outubro, Domingo, Nossa Senhora do Rosário, Igreja da Vitória
  • 21 de Novembro, Quarta-feira, Apresentação de Nossa Senhora, Igreja da Oliveira
  • 6 de Dezembro, Quinta-feira, São Nicolau, Igreja de São Nicolau
  • 8 de Dezembro, Sábado, Imaculada Conceição, Igreja da Conceição Velha
  • 29 de Janeiro, Terça-feira, São Julião e Santa Basilissa, Igreja de São Nicolau
  • 22 de Julho, Segunda-feira, Santa Maria Madalena, Igreja da Madalena
  • 29 de Julho, Segunda-feira, Santa Marta, Igreja da Madalena

Dos Santos

  • 22 de Maio, Quarta-feira, Santa Rita de Cássia, Igreja da Oliveira
  • 13 de Junho, Quinta-feira, Santo António de Lisboa, Igreja da Madalena
  • 1 de Outubro, Segunda-feira, Santa Teresinha de Jesus, na Igreja da Vitória

Horário regular das Missas

Horário regular das Missas

Clique aqui para consultar os horários


Celebrações especiais

Celebrações especiais

  • Natal do Senhor
    • Missa da Noite, Segunda-feira, 24 de Dezembro às 23h00 na Igreja de São Nicolau
    • Missas do dia, Terça-feira, 25 de Dezembro, nas Igrejas e horários habituais
  • Tríduo Pascal
    • Quinta-feira Santa, Ceia do Senhor, 18 de Abril, às 22h00, na Igreja de São Nicolau
    • Sexta-feira Santa, Paixão do Senhor, 19 de Abril, às 19h00, na Igreja de São Nicolau
    • Sábado Santo, Vigília Pascal, 20 de Abril, às 22h00, na Igreja de São Nicolau
    • Domingo de Páscoa, 21 de Abril, nas Igrejas e horários habituais
  • Padroeiros e festas da Paróquia
    • Domingo, 7 de Outubro, Nossa Senhora da Vitória, às 11h30, Missa na Igreja da Vitória
    • Quarta-feira, 21 de Novembro, apresentação de Nossa Senhora, às 13h10, Missa na Igreja da Oliveira
    • Quinta-feira, 6 de Dezembro, São Nicolau, Missas de festa às 12h30, 19h15 e 22h00 na Igreja de São Nicolau
    • Sábado, 8 de Dezembro, Imaculada Conceição, Missas de festa às 09h00, às 12h00 e às 17h00, na Igreja da Conceição Velha
    • Terça-feira, 18 de Dezembro, Senhora da Atalaia, Missa de festa às 12h00, na Igreja da Conceição Velha
    • Domingo, 6 de Janeiro, Senhora do Restelo, Missa de festa às 12h15, na Igreja da Conceição Velha
    • Terça-feira, 29 de Janeiro, São Julião e Santa Basilissa, Missas de festa às 12h30, 19h15 e 22h00, na Igreja de São Nicolau
    • Quarta-feira, 22 de Maio, Santa Rita de Cássia, Missas de festa às 08h00; 11h00 e 17h00 na Igreja da Oliveira e às 12h30 e 19h15, na Igreja de São Nicolau
    • Sexta-feira, 31 de Maio, Senhora da Caridade, na visitação de Nossa Senhora, Missa de festa às 22h00, na Igreja de São Nicolau
    • Segunda-feira, 22 de Julho, Santa Maria Madalena, Missa de festa às 19h00, na Igreja da Madalena
    • Segunda-feira, 29 de Julho, Santa Marta, Missa de festa às 19h00, na Igreja da Madalena
    • Terça-feira, 6 de Agosto, Senhor dos Perdões, Missa de festa às 19h00, na Igreja da Madalena
    • Sábado, 14 de Setembro, Exaltação da Santa Cruz, Missa de festa às 19h00, na Igreja da Conceição Velha

Forma Extraordinária do Rito Romano

Forma Extraordinária do Rito Romano

“O Missal Romano promulgado por Paulo VI é a expressão ordinária da «lex orandi» («norma de oração») da Igreja Católica de rito latino. Contudo o Missal Romano promulgado por São Pio V e reeditado pelo Beato João XXIII deve ser considerado como expressão extraordinária da mesma «lex orandi» e deve gozar da devida honra pelo seu uso venerável e antigo. Estas duas expressões da «lex orandi» da Igreja não levarão de forma alguma a uma divisão na «lex credendi» («norma de fé») da Igreja; com efeito, são dois usos do único rito romano (…)”

Aplicação do Motu Próprio na Paróquia de São Nicolau

O Pároco de São Nicolau recebeu, em 2014, uma petição, subscrita por várias dezenas de leigos cristãos, para que a Paróquia de São Nicolau oferecesse aos fiéis a possibilidade de participarem na Missa na Forma Extraordinária do Rito Romano.

Em 2015, estando reunidas as condições requeridas pela Igreja, o Pároco, em consonância com o Motu Proprio e com a Instrução para a sua aplicação, e após ter ouvido a quem de direito, decidiu autorizar, que se iniciasse aos sábados, a celebração da Santa Missa na Forma Extraordinária. Em 2016, dada a existência de uma comunidade estável e regular, a Missa na Forma Extraordinária passou a celebrar-se, às Quartas-feiras, Quintas-feiras e Sábados. Em 2017, a Missa na Forma Extraordinária passou a celebrar-se em ritmo diário, de Segunda-feira a Sábado. Em Julho de 2018, a Missa na Forma Extraordinária passou a celebrar-se também aos Domingos e Dias Santos.

Horário regular da Santa Missa na Forma Extraordinária

  • De Segunda a Sexta-feira às 19h00, na Igreja da Conceição Velha
  • Sábados às 11h00, na Igreja da Conceição Velha
  • Domingos e Dias Santos, às 11h00, na Igreja de São Nicolau

Celebrações especiais

  • Quinta-feira Santa, Ceia do Senhor, 18 de Abril, às 19h00, na Igreja da Conceição Velha
  • Sexta-feira Santa, Paixão do Senhor, 19 de Abril, às 15h00, na Igreja da Conceição Velha

Comunidades Católicas

Comunidades Católicas

Em razão da presença de comunidades imigrantes de origem linguísticas diversas e havendo necessidade pastoral de responder às solicitações apresentadas pelas próprias comunidades, a Paróquia de São Nicolau e de Santa Maria Madalena passaram a acolher e a acompanhar as seguintes comunidades católicas:

  • Comunidade de Língua Inglesa | A Santa Missa celebra-se, em inglês, aos Domingos e Dias Santos, às 11h00, na Igreja da Conceição Velha.
  • Comunidade Filipina | A Santa Missa celebra-se, em Tagalog, aos Domingos e Dias Santos, às 12h15 na Igreja da Madalena.
  • Comunidade Angolana | A Santa Missa celebra-se, em Português, com cânticos em Umbundu e Kimbundo, às 16h00, no último Domingo de cada mês, na Igreja da Madalena.

Associações e Grupos

Associações e Grupos

Irmandades do Santíssimo Sacramento

  • Irmandade de São Nicolau | A Santa Missa celebra-se com os Irmãos da Irmandade do Santíssimo Sacramento e de Nossa Senhora da Caridade, às 12h30, no primeiro Domingo de cada mês, na Igreja de São Nicolau.
  • Irmandade da Conceição Velha | A Santa Missa celebra-se com os Irmãos da Irmandade do Santíssimo Sacramento, Santa Cruz e Passos da Conceição Velha, às 12h15, no segundo Domingo de cada mês, na Igreja da Conceição Velha.
  • Irmandade da Madalena | A Santa Missa celebra-se com os Irmãos da Irmandade do Santíssimo Sacramento e do Senhor dos Perdões da Madalena, às 10h30, no terceiro Domingo de cada mês, na Igreja da Madalena.
  • Irmandade da Vitória | A Santa Missa celebra-se com os Irmãos da Irmandade do Santíssimo Sacramento e de Nossa Senhora da Vitória, às 11h30, no terceiro Domingo de cada mês, na Igreja da Vitória.

Associações Profissionais

  • Associação Cristã Empresários e Gestores | A Santa Missa celebra-se nos encontros mensais dos associados do núcleo de Lisboa da ACEGE, às 12h30, na Igreja de São Nicolau.
  • Associação dos Juristas Católicos | A Santa Missa celebra-se nos encontros bimestrais com os associados dos Juristas Católicos, às 19h15, na Igreja de São Nicolau.

Grupos Paroquiais

  • Grupo de Residentes | A Santa Missa celebra-se em ritmo semanal com os residentes da “Casa de São Nicolau”, às 22h00 das Terças-feiras na Igreja de São Nicolau e às 08h das Quintas-feiras na Capela de Adoração da Igreja de São Nicolau.
  • Equipas de Casais | A Santa Missa celebra-se em ritmo mensal com Equipas de casais, às 19h15, na primeira Segunda-feira de cada mês, na Igreja de São Nicolau.

@ 2018 | Paróquia de São Nicolau.

Subscreva a nossa newsletter

Subscreva a nossa newsletter

Subscreva a newsletter da Paróquia de São Nicolau e esteja sempre a par de todas as novidades. Desde já muito obrigado!

Obrigado pela sua subscrição.