Carta do Prior

Ao Círculo de Paroquianos, Benfeitores e Amigos de São Nicolau e Santa Madalena

“Pedi, e ser-vos-á dado” Mt 7,7 

Caríssimos,

Durante o estado de emergência muitas instituições, empresas e serviços encerraram o exercício das suas actividades. O cumprimento das normas sanitárias fizeram-nos abandonar os ritmos do dia a dia, em muitos âmbitos da nossa vida. Deixámos de frequentar os nossos lugares comuns e ficámos juntos, mas num lugar apenas, em nossas casas. De formas variadas, experimentámos as dificuldades que a pandemia nos trouxe e, como cristãos, também isso se traduziu em deixarmos de ir à Igreja, e em geral, de poder celebrar os mistérios cristãos, que em tempo normal alimentam a nossa alma de uma forma particular, especialmente na Santa Missa.

Recordo-vos de novo a importância de manterem uma prática de oração pessoal e em família, na meditação da Palavra de Deus, na participação da Missa pelos meios digitais, na recitação do terço, estamos no mês de Maria, e noutras formas e meios à vossa disposição. A oração robustece a fé, reaviva a esperança e aumenta a caridade, permitindo aprofundar a nossa amizade e intimidade com o Senhor Ressuscitado. Foi o próprio Senhor a dizer-nos: «Pedi, e ser-vos-á dado; procurai, e encontrareis; batei e hão de abrir-vos. Pois, quem pede, recebe; e quem procura, encontra; e ao que bate, hão de abrir» (Mt 7,7-8). E também: «Se dois de entre vós se unirem na terra, para pedir qualquer coisa, hão-de obtê-la de meu Pai que está no Céu» (Mt 18,19).

Como sabeis, a Igreja de São Nicolau manteve-se aberta para atender às necessidades imediatas daqueles que, respeitando as normas de saúde, a procuravam, uns para se encontrarem com Deus e tantos outros por razões de necessidades básicas de alimentação e de sobrevivência. A todos procurámos assistir e assim o continuaremos a fazer.

Mas não tem sido fácil. Agimos com alguma celeridade para salvaguardar a manutenção, limpeza e desinfecção da Igreja, adquirir material de protecção face às exigências sanitárias e acrílicos de protecção para os confessionários e espaços de atendimento, bem como o material técnico para as transmissões nas redes sociais, a que somou, e muito, os gastos na aquisição de mantimentos para famílias carenciadas e para as refeições diárias das pessoas sem abrigo. Graças a Deus tudo se tem conseguido realizar.Acresce a este aumento substancial de despesas aquelas que já existiam e que são as de manutenção habitual e das remunerações das pessoas que trabalham em São Nicolau e nas outras igrejas que foram fechadas em 13 de Março.

Sem os ofertórios das Missas e com uma redução significativa de outras fontes habituais de receita da Paróquia, conseguimos ainda assim com a ajuda dos donativos de vários de vós em resposta à minha carta no final de Março, cumprir atá ao momento as nossas obrigações. Porém, sem a vossa ajuda, já o não conseguiremos durante o mês de Maio.

Agradecendo a todos os que já nos ajudaram, vemo-nos assim de novo impelidos, como outrora o fizeram os apóstolos, a pedir, “que cada um segundo as suas posses, possa enviar contribuições de ajuda”. (Actos dos Apóstolos 11,29). Neste momento, é esta a necessidade mais imediata da nossa paróquia para garantir o atendimento a todo e cada um que vem até nós ou nos pede ajuda.

Se puder ajudar, contribuindo com a sua generosa oferta, não deixe de o fazer. Confiados nas palavras do Senhor Jesus: “Pedi e ser-vos-á dado!”, descansamos na promessa que Deus nos faz de que nada nos faltará. Contamos sempre com a sua oração para que a Igreja de São Nicolau prossiga com a sua missão de levar a todos os corações a vida nova oferecida por Cristo no seu Mistério Pascal.

A forma mais eficiente seria enviar o seu donativo para uma destas contas:

Para a sustentação da Paróquia: IBAN – PT50 0033 0000 0001 8235919 57

Para a bolsa de estudantes: IBAN – PT50 0033 0000 5005 9571821 05 

Para o exercício da caridade e outras necessidades: IBAN – PT50 0033 0000 4527 6388428 05 ou por este link www.paypal.me/paroquiasaonicolau

Se for preciso recibo, agradeço que o peçam para o seguinte email: cartorio@paroquiasaonicolau.pt

Este é um tempo em que nos podemos ajudar uns aos outros de muitas maneiras, segundo as necessidades de cada um. 

Na certeza da sua ajuda, aceite os meus sinceros agradecimentos e receba os meus cumprimentos amigos. Dedicado em Cristo, peço sobre si e sobre a sua família a bênção de Deus.

Pe. Mário Rui Leal Pedras
(Pároco)

Lisboa, 06 de Maio de 2020

PARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email