Select Page

O Papa presidiu hoje a uma Missa para mais de um milhão de pessoas em Bogotá, no Parque Simón Bolívar, tendo deixado gestos e palavras em defesa da vida.

Francisco alertou os participantes para “as trevas da falta de respeito pela vida humana que diariamente ceifa a existência de tantos inocentes, cujo sangue brada ao céu”.

Antes da sua homilia, o Papa foi acolhido no espaço ao ar livre por um grupo de crianças com deficiência, com as quais caminhou de mãos dadas.

O município de Bogotá informou que a multidão reunida no Parque Simón Bolívar era superior a 1,3 milhões de pessoas.

Milhares de pessoas acompanharam também o percurso em carro fechado e papamóvel aberto que Francisco tinha feito desde a Nunciatura Apostólica (embaixada da Santa Sé), neste segundo dia de viagem pontifícia.

“Em Bogotá e na Colômbia, peregrina uma comunidade imensa, que é chamada a tornar-se uma rede vigorosa que congregue todos na unidade, trabalhando na defesa e cuidado da vida humana, particularmente quando é mais frágil e vulnerável: no seio materno, na infância, na velhice, nas condições de invalidez e nas situações de marginalização social”, referiu o Papa à multidão que se reuniu desde a primeira horas do dia, apesar da chuva que caiu sobre esta zona da capital colombiana.

Agência Ecclesia – ler artigo completo aqui.

07